Noticias

Crescimento de nuvem no Brasil expande o ecossistema AWS

AWS

As empresas no Brasil aceleraram a adoção de serviços de nuvem pública nos últimos anos, com os parceiros da AWS desempenhando um papel importante na viabilização dessas migrações e na operação contínua de ambientes de nuvem, de acordo com um novo relatório de pesquisa publicado hoje pelo Information Services Group (ISG) (Nasdaq: III), uma empresa líder global em pesquisa e consultoria em tecnologia.

O relatório ISG Provider Lens™ AWS Ecosystem Partners 2022 para o Brasil conclui que a AWS fortaleceu sua posição como líder em nuvem no Brasil, expandindo suas operações, entregando mais produtos e serviços e credenciando mais fornecedores de serviços. O crescente ecossistema AWS do país oferece valor progressivo aos usuários da nuvem nos setores público e privado.

“O mercado brasileiro de nuvem pública está amadurecendo”, disse Bernie Hoecker, sócio de Enterprise Cloud Transformation do ISG. “Mais organizações estão adotando a nuvem e, para muitas, o foco está mudando da redução de custos para o alcance das metas de negócios.”

Abordagens automatizadas e setor público

A maioria dos novos usuários de nuvem no Brasil ainda prefere migrar suas cargas de trabalho como estão, usando métodos lift-and-shift, diz o ISG. No entanto, muitas empresas agora estão buscando soluções de conteinerização e nativas da nuvem. A modernização dos ambientes de nuvem acelerou nos últimos meses, principalmente com o uso de infraestrutura como código (IaC). As empresas estão adotando abordagens automatizadas para reduzir a necessidade de escassas habilidades de programação em nuvem.

À medida que o uso da AWS e de outras nuvens públicas amadurece, também cresce a demanda por serviços gerenciados em nuvem para reduzir os custos operacionais e acelerar a inovação, diz o relatório. O mercado brasileiro tem mostrado um interesse especialmente forte nos serviços FinOps, que ajudam as empresas a monitorar e controlar as despesas com a nuvem.

O setor público do Brasil acelerou o uso de nuvens públicas após a pandemia, depois que desafios como o trabalho remoto obrigatório revelaram os benefícios da nuvem, diz o ISG. A AWS e seus parceiros de ecossistema firmaram, desde 2020, muitos contratos com agências federais, estaduais e locais, que estão usando serviços em nuvem para automação de tarefas, previsão de demanda de serviços, redução de documentos em papel e outros recursos.

A demanda por serviços de IoT da AWS também está aumentando no Brasil, à medida que as empresas aproveitam o recente lançamento da rede 5G para iniciar projetos de IoT habilitados para nuvem em agricultura, saúde, logística e outras aplicações, diz o relatório.

“O alto custo de coleta e transmissão de dados atrasou a implementação da IoT no Brasil até que o 5G se tornasse disponível”, disse Jan Erik Aase, sócio e líder global da ISG Provider Lens Research. “Fornecedores de serviços certificados pela AWS especializados em IoT e análise de dados estão ajudando a tornar esses projetos possíveis.”

Fique por dentro das inovações tecnológicas aqui no blog da https://www.itexperts.com.br/contato/

Originalmente publicado em Business Wire

Mantenha-se atualizado

Leia também

BlogNoticias

A COMPUTAÇÃO EM NUVEM JÁ FAZ PARTE DO SEU DIA A DIA

Quero saber mais
BlogTecnologia e Educação

Escola na nuvem para professores

Quero saber mais
BlogNoticias

Novo mecanismo generativo AWS

Quero saber mais
Abra o chat
Olá, gostaria de um atendimento?
Olá! No que podemos te ajudar?