BlogTecnologia e Educação

Biblioteca digital: tudo que você precisar saber

A biblioteca digital ganhou muito espaço e especial atenção das instituições de educação superior (IES) nos últimos anos.

Com diversos facilitadores, que vão do acesso e disponibilização do material até a gestão e manutenção simplificadas, a biblioteca digital é ainda um atrativo para alunos que buscam um ensino mais integrado à sua rotina e que otimize seu tempo de estudo.

Vale lembrar também que as bibliotecas digitais não são voltadas apenas para os cursos do ensino superior a distância. Saiba que o MEC reconhece esse mecanismo tanto para cursos presenciais como a distância. Sendo assim, você pode optar por utilizar modelos virtuais ou híbridos de biblioteca para a sua instituição.

Desde 2017, vigoram algumas normas para a educação superior que demandam o tombamento e informatização do acervo físico, bem como destacam a necessidade de acervo virtual com possibilidade de acesso ininterrupto pelos usuários. Tudo classificado como critério de pontuação para garantir nota 5 nos indicadores de qualidade do MEC.

Se você ainda tem dúvidas sobre o que é, qual a função ou como escolher uma biblioteca digital para a sua IES, o texto a seguir aponta as vantagens do formato e quais critérios, de legislação a qualidade, são importantes para você se atentar antes de tomar essa decisão.

O que é uma Biblioteca Digital?

Uma biblioteca digital é um acervo de livros disponibilizados virtualmente aos seus usuários.

Por apresentar esse formato online, as limitações físicas de uma biblioteca convencional são suprimidas.

Por exemplo, em sua versão virtual a biblioteca não tem limitação de espaço físico para a ampliação de acervo, permite o acesso simultâneo da mesma obra por diversos usuários e não demanda deslocamentos, podendo ser acessada a qualquer momento ou local (desde que haja internet).

Nessa situação não acontecem intercorrências e prejuízos, como perdas ou furtos de livros ou mesmo filas de espera para acessar determinada obra mais disputada. Dentre as vantagens, também podemos destacar que diversos processos são facilitados tanto para o usuário como para a administração, por exemplo a busca de livros, manutenção e gestão.

Para trabalhar com o formato, é possível desde criar uma versão digital gratuita até contratar serviços que oferecem plataformas completas com a disponibilização das obras desejadas, infra estrutura tecnológica, mecanismos de gestão e manutenção constante, atualização do acervo e atendimento especializado.

Como surgiram as bibliotecas digitais?

O surgimento das bibliotecas digitais está intimamente ligado ao avanço da tecnologia dos computadores e ao uso cada vez maior da rede de internet. No entanto, embora pareça uma ferramenta muitíssimo atual, ela já é utilizada há mais de 50 anos!

A primeira biblioteca digital do mundo tomou forma em 1971, com Michael Hart, que teve a ideia de criar o Projeto Gutemberg, uma espécie de Biblioteca de Alexandria da era digital. O objetivo do projeto é digitalizar, arquivar e distribuir obras cultuais por meio da digitalização. Em 2006, ela contava com mais de 20 mil livros.

No final do século XX, as bibliotecas digitais se popularizaram ainda mais, passando a ser adotadas também por instituições de educação superior, como as universidades de Harvard e Yale. Mas foi no século XXI que elas ganharam uma força ainda maior.

A criação e a popularização dos leitores digitais contribuiu muito para a expansão desse mercado. Uma vez que mais pessoas tinham acesso a ferramentas de leitura que comportavam textos digitais, tornou-se mais fácil disponibilizar esses recursos aos alunos das IES. Assim, elas se tornaram ferramentas cada vez melhores e mais úteis.

A Biblioteca Digital Mundial

A Biblioteca Digital Mundial é uma realização da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos com a UNESCO em parceria com outras 31 instituições do mundo todo. Ela foi lançada em abril de 2009 com materiais sobre cada estado-membro da UNESCO. Hoje, todo o seu acervo está disponível em inglês, espanhol, francês, chinês, árabe, russo e português.

Algumas das suas principais características são:

•Construir o acervo com metadados, ou seja, dados com informações bibliográficas relativas à sua geografia, cronologia e temática;
•Responder à pergunta “o que é este item e por que ele é importante?” de modo a facilitar a pesquisa dos usuários;
•Assegurar um desenvolvimento técnico com catalogação dos metadados, memórias de tradução, design atrativo e melhoramento contínuo do site e suas ferramentas;
•Contar com uma rede de colaboração para o acesso ao conteúdo, transferência de tecnologia e participação de parceiros — vitais para o seu crescimento;
•Segundo o próprio site da biblioteca, tem sido realizado um trabalho junto a países em desenvolvimento como a Rússia, Egito e o Brasil para melhorar as capacidades tecnológicas e permitir que eles consigam digitalizar as obras com alta qualidade. É justamente nesses centros que boa parte do acervo foi construída. O site brasileiro da Biblioteca Digital Mundial conta com fotografias antigas, mapas e documentos históricos originais.

Qual é a diferença da biblioteca digital para a biblioteca virtual?

Embora tenham nomes muito parecidos, as bibliotecas digitais não são idênticas às bibliotecas virtuais. Essa é uma confusão comum, mas sua diferença reside em uma característica muito simples: enquanto as bibliotecas digitais existem também fisicamente, as bibliotecas virtuais existem somente em computadores.

Assim, uma Biblioteca Digital é responsável pela digitalização de livros que podem ser acessados também ao vivo, em um espaço real. A biblioteca virtual, por sua vez, pode servir apenas como um espaço online que dá acesso a outras bibliotecas. Essas podem ou não ser digitais, ou seja, podem ou não disponibilizar materiais digitalizados.

Por isso as bibliotecas digitais são tão importantes. Afinal, elas são uma ferramenta facilitadora para os alunos, a instituição e os profissionais que nela atuam.

Como funciona uma biblioteca digital?

A popularização das bibliotecas digitais está chamando atenção em todo o país. Porém, esse formato de acervo ainda não é tão conhecido no Brasil e, por isso, pode gerar dúvidas sobre seu funcionamento. Tanto bibliotecários quanto outros profissionais de IES e até mesmo os alunos podem estar se perguntando: como funcionam as bibliotecas digitais?

Apesar de ser uma dúvida comum, a resposta não é nenhum segredo: uma biblioteca digital reúne títulos selecionados assim como uma biblioteca física. No entanto, ainda assim, existem características específicas e alguém que está pouco habituado com esses espaços pode ficar um pouco confuso. Por isso, vamos explicar melhor como usá-las.

É verdade que, nas bibliotecas digitais, os livros não ficam expostos em uma prateleira, esperando que você passe por eles e decida qual levar para casa. Mas isso não é um problema. Em geral, somos apresentados a uma página inicial que permite todo tipo de busca: por nome de autor, gênero, ISBN, editora, palavra-chave… E, assim, podemos filtrar melhor o que queremos encontrar.

Digamos, por exemplo, que queremos buscar alguns livros sobre educação. Podemos colocar na barra de pesquisa a palavra “educação”, mesmo ela sendo bem ampla, e começar por aí. Dessa maneira, a plataforma nos apresentará todos os materiais indexados com ela e nós poderemos ler títulos e outras informações para decidir qual queremos pegar emprestado.

Em seguida, basta selecionar o livro e “adquiri-lo”. Como se trata de um acervo digital, mais de uma pessoa pode ler o mesmo livro e, ainda realizar anotações na obra. Além disso, são oferecidas funções de organização e gestão desse espaço, o que facilita o trabalho dos bibliotecários.

A leitura é feita em um ambiente próprio e, porque a biblioteca pode ser acessada de qualquer lugar, não está limitada ao computador. Celulares e tablets, mais fáceis de carregar e manusear por aí, também servem como ambientes para leitura.

Fique por dentro das tendências e inovações educacionais aqui no blog da ITExperts!

Originalmente publicado em: https://blog.saraivaeducacao.com.br/biblioteca-digital/

Conheça ITExperts e nossas soluções em cloud para Educação.

Mantenha-se atualizado

Leia também

BlogTécnico

Saiba o que é open source (código aberto)

Quero saber mais
BlogNoticias

AWS Summit São Paulo: começa hoje!

Quero saber mais
BlogTécnico

Você já conhece o AWS Well-Architected?

Quero saber mais
Abra o chat
Olá, gostaria de um atendimento?
Olá! No que podemos te ajudar?