BlogTécnico

Por que um software em nuvem é diferente do tradicional?

Saiba agora o que é software em nuvem e no que ele difere do software tradicional!

Com o avanço das tecnologias e das demandas do mercado, o uso de softwares na nuvem tem se tornado uma realidade cada vez mais frequente para negócios de diferentes portes. Essa movimentação de uso das ferramentas em nuvem tem crescido nos últimos anos.

Segundo dados da Gartner, de 2020 para 2021, houve um aumento de 20% na migração de softwares para a nuvem, número que será maior até o fim de 2022.

A demanda pela migração para a nuvem se justifica uma vez que essa tecnologia oferece inúmeras vantagens tanto aos profissionais de TI quanto à toda empresa, trazendo benefícios como, por exemplo, maior segurança no armazenamento de dados, alta performance e redução de custos com licenças e infraestrutura de TI.

Aqui, te apresentaremos as vantagens de hospedar o software na nuvem e os fatores que o diferenciam de um software tradicional. Continue a leitura e saiba mais.

No contexto da transformação digital e do avanço de tecnologias disruptivas em diferentes frentes, os gestores das empresas passam pelo desafio de acompanhar tais mudanças, uma vez que essas novidades incidem diretamente sobre as formas de consumo do público.

Nesse contexto, uma das múltiplas demandas é a busca por processos mais ágeis e flexíveis, que aceleram a produtividade dos setores sem comprometer a qualidade do serviço ou produto.

Assim, o software em nuvem surge como uma possibilidade de otimização do desempenho da empresa.

O termo “software em nuvem” refere-se a qualquer sistema ou um conjunto de soluções de TI que possam ser acessados pela internet.

Nesse caso, o principal aspecto do software em nuvem é seu acesso online realizado em um data center descentralizado e não local, como ocorre no modelo tradicional de hospedagem de sistemas.

A migração para a nuvem se torna uma mudança estrutural nos processos da TI, posto que as atualizações são realizadas rapidamente e diretamente no servidor, o que permite acesso quase que imediato aos novos recursos.

O negócio também ganha no quesito cibersegurança, já que o provedor da nuvem trabalha com protocolos rigorosos próprios para garantir a proteção dos dados da empresa e seus clientes contra ataques criminosos ou mesmo falhas técnica e humana.

On premise vs cloud: descubra as 5 principais diferenças

Descubra a seguir quais são as principais diferenças práticas entre um software on premise (tradicional) e o software em nuvem!

1. É flexível a um custo muito baixo

A primeira e mais importante diferença entre o software em nuvem e o tradicional é que o primeiro oferece maior flexibilidade e escalabilidade a um custo reduzido.

Se a empresa utilizar um software tradicional e quiser expandir a sua capacidade, ela precisará comprar novos equipamentos para aumentar o poder da sua infraestrutura de TI, o que certamente elevará os custos necessários para mantê-la em pleno funcionamento.

Além disso, mais equipamentos também exigirão mais profissionais de TI para monitorá-los. Tudo isso consumirá boa parte do orçamento da empresa. Mas com um software em nuvem, ela tem a possibilidade de eliminar todos esses gastos.

Se quiser aumentar a capacidade de seu software ou diminuí-la, basta contatar o fornecedor de cloud computing e solicitar um aumento no espaço de armazenamento, permitindo à empresa escalar com muito mais segurança e agilidade.

2. Pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo

A hospedagem de software em nuvem não precisa ser instalada nos computadores ou dispositivos da empresa. Isto evita que parte de suas memórias sejam consumidas pelas aplicações e seu desempenho caia drasticamente.

O software em nuvem também permite que seus usuários acessem todas as suas funcionalidades a partir de qualquer dispositivo, a qualquer hora e lugar – o que não é possível com o software tradicional.

3. Seus dados são armazenados na cloud

A forma como o software em nuvem armazena os dados também é diferente. Suas informações não são armazenadas localmente, e sim em data centers fora da empresa, pertencentes ao provedor da nuvem.

Dessa forma, o armazenamento dos dados do software em cloud é muito importante para as empresas, pois elas não precisam se preocupar em perdê-los caso sofram com um desastre operacional, humano ou da natureza.

Afinal, ao migrarem para a nuvem, esses negócios passam a contar com estruturas como cloud backup e plano de recuperação de desastres para reverter esses tipos de problemas.

4. Múltiplos servidores

Como já mencionado, o sistema tradicional é definido pela contratação de uma empresa com um data center físico que vai hospedar as soluções de TI, dados e aplicações da empresa. A contratada oferece essa infraestrutura em duas maneiras, de forma dedicada ou compartilhada (colocation).

A desvantagem desse modelo é que, além da possibilidade de compartilhar o servidor, implica em instabilidade da rede e o serviço contratado limita a banda a ser utilizada, não permitindo um aumento instantâneo.

Já o modelo de hospedagem do software em nuvem consiste em um sistema que não trabalha com apenas um servidor local, oferecendo maior estabilidade do software desenvolvido pela sua empresa.

5. Uma TI muito mais estratégica

A empresa provedora do sistema em nuvem assume a responsabilidade da manutenção e atualização dos sistemas e das aplicações, sem necessitar de intervenção do setor de TI, em muitos casos.

Com isso, a equipe de TI deixa o papel operacional a cargo da fornecedora, atuando como mediador na relação empresa e contratada. Outra oportunidade que o software em nuvem possibilita é o melhor aproveitamento da equipe de TI, que fica mais dedicada ao desenvolvimento estratégico de soluções para o negócio.

6 vantagens de ter o software na nuvem

Ao compreender as diferenças entre o software on premise e o software na nuvem, podemos vislumbrar também as vantagens que a migração para a nuvem oferece ao negócio em geral e à equipe de TI, em específico.

Elas passam questões por questões técnicas e alcançam também a cultura organizacional da empresa, posto que um sistema em nuvem visa garantir flexibilidade, agilidade, escalabilidade e vantagem competitiva no mercado.

1- Segurança de dados

O software em nuvem garante maior segurança contra desastres naturais, panes técnicas, bem como ataques virtuais. Além disso, a nuvem conta com sistema de criptografia, trabalhando também com múltiplos servidores que permitem a permanência do software no ar.

2- Operações mais flexíveis

A flexibilidade se dá pela possibilidade de trabalho remoto que o software em nuvem tem. Com isso, o negócio mantém o compromisso com prazos e desempenho dos serviços que oferece.

3- Foco no core business

Como os possíveis problemas operacionais ficam a cargo da provedora, a equipe de TI terá disponibilidade para se dedicar à parte estratégica do negócio, atuando em atividades que contribuam para o crescimento e maior performance da organização.

4- Escalabilidade

Com o software em nuvem, a empresa consegue escalar seu serviço em períodos de alta demanda. Como já mencionamos, o serviço de nuvem permite essa flexibilidade no tamanho da banda contratada, de acordo com as demandas sazonais, o que implica também em economia de custos.

Desse modo, é possível escalar o seu negócio em datas comemorativas e de maior demanda sem dor de cabeça!

5- Redução de custos

Além da economia citada na escalabilidade, o software em nuvem paga apenas o que consumir, ou seja, não há necessidade de manter permanentemente recursos que são usados em períodos específicos, onerando o orçamento durante todo o ano.

6- Maior compatibilidade

A nuvem permite facilmente a integração de outros sistemas e ferramentas que sejam utilizadas pela equipe de desenvolvedores. Tudo isso, sem precisar instalar ou adaptar a estrutura interna, o que no modelo tradicional, requer tempo e recurso adicional para isso.

Fique por dentro das tendências e inovações educacionais aqui no blog da ITExperts!

Originalmente publicado em: https://skyone.solutions/hub/nuvem/por-que-um-software-em-nuvem-e-diferente-do-tradicional/

Conheça ITExperts e nossas soluções em cloud para Educação.

Solução em infraestrutura educacional.

Mantenha-se atualizado

Leia também

BlogTecnologia e Educação

O LMS baseado em nuvem veio para ficar

Quero saber mais
Blog

Saiba mais sobre o Amazon S3 Glacier

Quero saber mais
BlogTecnologia e Educação

Learning Analytics: o que é essa ferramenta e qual o seu diferencial

Quero saber mais
Abra o chat
Olá, gostaria de um atendimento?
Olá! No que podemos te ajudar?