BlogTécnico

Uma introdução ao DevOps na AWS

DevOps é uma combinação de práticas e padrões de engenharia específicos, seguidos por mudanças culturais que aumentam a capacidade de uma organização ou equipe de fornecer produtos de alta qualidade rapidamente.

A maioria das organizações adotou o DevOps até certo ponto e, com o tempo, surgiram várias práticas testadas em batalha, que podem ser amplamente categorizadas em:

*integração contínua;

*implantação contínua;

*infraestrutura como código (IaC); e

*monitoramento e registro.

O grande interesse em DevOps e tecnologias relacionadas nos últimos anos levou os principais provedores de nuvem, como a AWS, a fornecer todas as ferramentas e tecnologias necessárias para que as organizações implementem e adotem práticas de DevOps com sucesso. Os provedores também procuram aumentar o valor para seus clientes fornecendo produtos mais confiáveis ​​em um ritmo mais rápido do que os ciclos de implantação tradicionais.

A AWS simplifica o processo de criação e gerenciamento de infraestrutura, envio de código mais rápido para aplicativos e monitoramento da infraestrutura e do aplicativo, enquanto mede o desempenho do aplicativo ou a telemetria.

Para cada uma das práticas de DevOps mencionadas anteriormente, a AWS oferece ferramentas específicas, como:

*AWS CodePipeline e AWS CodeCommit para integração contínua;

*AWS CodeBuild e AWS CodeDeploy para implantação contínua;

*CloudFormation e AWS Cloud Development Kit (CDK) para IaC; e

*Amazon CloudWatch e AWS CloudTrail para monitoramento e registro.

Além dessas ferramentas, a AWS oferece outros conjuntos de ferramentas, serviços e plataformas que as organizações usam para implantar na nuvem com facilidade, consistência e rapidez, como AWS Elastic Beanstalk e Amazon Elastic Kubernetes Service (Amazon EKS).

A AWS oferece uma variedade de serviços para organizações que praticam DevOps e facilitam a rápida criação, teste e entrega para ambientes complexos que podem ser dimensionados. Abaixo estão algumas ferramentas e descrições para desenvolvedores da AWS que podem ajudar as organizações a iniciar sua jornada de DevOps na AWS, categorizadas por prática.

DevOps na AWS: Integração contínua e entrega contínua (CI/CD)

A integração contínua é uma prática de desenvolvimento para enviar e mesclar alterações de código em um repositório de código centralizado. Eles são integrados continuamente para detectar alterações e executar um conjunto predefinido de ações automatizadas, como testes, varreduras e compilações.

A AWS oferece várias ferramentas para ajudar na prática:

AWS CodeCommit. Um serviço de controle de origem na AWS que hospeda repositórios Git privados e funciona perfeitamente com ferramentas baseadas em Git existentes. Por estar disponível no portal da AWS como uma plataforma hospedada, os desenvolvedores também podem usar a versão do console para colaborar e confirmar, ramificar e realizar outras operações nos repositórios de código a partir de uma interface de usuário da web.

AWS CodeBuild. Um serviço de integração contínua que cria e compila o código-fonte, executa um conjunto predefinido de testes e gera artefatos como software implementável.

AWS CodeArtifact. Um serviço de repositório de artefatos que permite que as equipes de DevOps armazenem, publiquem e compartilhem pacotes de software criados durante vários estágios de DevOps.

A entrega contínua, como o nome sugere, concentra-se principalmente na implantação de alterações de código ou configuração automaticamente quando uma alteração é detectada em um repositório de código-fonte. Isso garante que todas as mudanças que os desenvolvedores enviam – independentemente de quão pequenas – sejam implantadas, testadas e validadas imediatamente.
Como as pequenas alterações são implantadas continuamente em caso de problemas ou bugs, é mais fácil detectar o bug e reverter essas alterações. As ferramentas do AWS DevOps que oferecem suporte a esse processo incluem:

AWS CodeDeploy. Um serviço de implantação que automatiza o empacotamento e implantações de software para vários provedores e serviços da AWS, como AWS Simple Storage Service (S3), Elastic Compute Cloud (EC2), Lambda ou qualquer serviço ou local personalizado, como instâncias locais. Ele elimina implantações manuais para facilitar as implantações de pacotes de software em uma instância escolhida e liberar recursos rapidamente com o mínimo ou nenhum tempo de inatividade.

AWS CodePipeline. Um serviço de entrega contínua que permite que as equipes de TI definam as etapas e os fluxos de trabalho necessários para liberar o software. Por exemplo, primeiro implemente pacotes de software para ambientes de desenvolvimento e preparação, onde uma série de testes e varreduras são executados, antes de serem liberados para instâncias de produção.

AWS Code Star. Um serviço que agiliza ainda mais o processo de desenvolvimento e a experiência geral com ferramentas de CI/CD na AWS. Ele cria uma interface unificada de CI/CD que permite aos desenvolvedores configurar toda a cadeia de ferramentas de entrega contínua em minutos.

DevOps na AWS: Infraestrutura como código

A infraestrutura como código é um dos princípios mais centrais do DevOps, onde a infraestrutura é tratada como software, incluindo configurações e modelos. O IaC permite que os desenvolvedores provisionem, configurem e gerenciem rapidamente a infraestrutura da AWS de maneira consistente e segura. Esse método substitui as implantações e configurações manuais, o que não apenas economiza tempo, mas também incorpora a infraestrutura como parte da criação e implantação do aplicativo.

O CodeCommit armazena a infraestrutura como código a rodada em que as equipes de DevOps constroem pipelines para provisionar infraestrutura por meio do CodePipeline. A AWS oferece os seguintes serviços para definir a infraestrutura como um código:

AWS CloudFormation. Um serviço que permite aos desenvolvedores provisionar recursos e infraestrutura da AWS de maneira consistente e previsível usando uma variedade de modelos prontos para uso ou escrevendo modelos personalizados em sintaxe e estrutura específicas.

Kit de desenvolvimento da Nuvem AWS (CDK). Uma estrutura de desenvolvimento que permite aos desenvolvedores provisionar infraestrutura usando linguagens de programação como Python, .Net e Java, sem deixar o conforto de um ambiente de desenvolvimento integrado e recursos de editor de texto rico como preenchimento automático.

AWS OpsWorks. Um serviço de gerenciamento de configuração que ajuda os desenvolvedores a automatizar as configurações de servidor em instâncias do EC2 ou servidores locais, fornecendo instâncias gerenciadas do Chef e Puppet.

AWS Systems Manager. Um serviço que ajuda a coletar automaticamente o inventário de software, aplicar patches do sistema operacional, criar imagens do sistema e configurar sistemas operacionais Windows e Linux. O Systems Manager é uma ferramenta de gerenciamento de ponta a ponta que melhora a visibilidade e o controle dos sistemas contra quaisquer desvios de configuração ou não conformidade.

AWS Config Uma ferramenta de política como código que permite ambientes de nuvem híbrida mais seguros, avaliando continuamente as configurações e atividades em relação a um conjunto de políticas predefinidas gerenciadas por administradores de segurança.

Monitoramento e registro

A observabilidade da integridade da infraestrutura e do desempenho do aplicativo para detectar falhas, interrupções e gargalos de desempenho é fundamental para todas as organizações. Para garantir que tudo esteja funcionando nos níveis e estados desejados, a AWS fornece dois serviços diferentes para monitoramento e registro em log.

Amazon Cloud Watch. Um serviço de monitoramento e observabilidade que coleta automaticamente dados e métricas da maioria dos serviços da AWS, como instâncias do EC2, S3 e Amazon Relational Database Service. Os desenvolvedores também podem definir métricas personalizadas a serem coletadas de qualquer recurso da AWS. O CloudWatch permite que os usuários configurem alarmes, bem como dimensionem automaticamente e executem uma função do AWS Lambda se um alarme for acionado.
AWS X-Ray. Um serviço que permite aos desenvolvedores analisar rastreamentos distribuídos em aplicativos distribuídos – como microsserviços – para entender e depurar quaisquer problemas de desempenho subjacentes ou falhas gerais.

Ferramentas populares de DevOps de terceiros

Um único provedor de nuvem nem sempre pode fornecer as melhores ferramentas para um domínio tão vasto quanto um ecossistema de DevOps, que a AWS reconhece por meio de integrações com a maioria das ferramentas de terceiros para dar às organizações a flexibilidade de escolher qual arranjo de ferramentas, serviços e plataformas funciona para elas.

A seguir estão algumas ferramentas de terceiros que funcionam bem com a AWS, divididas em várias categorias de DevOps:

Integração contínua. Para repositórios de código: Bitbucket, GitHub e GitHub Enterprise. Para testes: Gremlin, BlazeMeter e Selenium para testes na web.

Implantação contínua. Para construção: Jenkins e JetBrains TeamCity.

Infraestrutura como código. Terraform e Pulumi.

Monitoramento e registro. Datadog, Prometheus, Grafana e Splunk Observability Cloud.

Gerenciamento de configurações. Marionete, Chef e Ansible.

Conteinerização. Docker, Docker Swarm e Kubernetes.

Fique por dentro das tendências e inovações educacionais aqui no blog da ITExperts!

Originalmente publicado em: https://www.techtarget.com/searchitoperations/tip/An-introduction-to-DevOps-on-AWS

Conheça ITExperts e nossas soluções em cloud para Educação.

Solução em infraestrutura educacional.

Mantenha-se atualizado

Leia também

BlogTecnologia e Educação

O LMS baseado em nuvem veio para ficar

Quero saber mais
Blog

Saiba mais sobre o Amazon S3 Glacier

Quero saber mais
BlogTecnologia e Educação

Learning Analytics: o que é essa ferramenta e qual o seu diferencial

Quero saber mais
Abra o chat
Olá, gostaria de um atendimento?
Olá! No que podemos te ajudar?