Blog

AWS: Inteligência Artificial abre uma nova era de ideias

A AWS que acelerar o desenvolvimento de soluções de IA Generativa entre seus clientes. Durante o AWS Summit 2023, realizado nesta quinta-feira, 03/08, em São Paulo, executivos da companhia anunciaram uma série de produtos e serviços, além de um centro de desenvolvimento global, ativado em junho, com investimentos de US$ 100 milhões.

O presidente da AWS Brasil, Cleber Moraes, lembrou que a tecnologia vem mudando o mundo e que a sociedade está hoje à beira de uma nova transformação, que deve mudar o curso da história: a IA Generativa. “Estamos iniciando uma maratona e, para isso, é necessário estar preparado e é o que estamos fazendo há 12 anos no Brasil, onde investimos R$ 3,8 bilhões em infraestrutura”, disse.

Essa maratona começa com o que a vice-presidente global de tecnologia da AWS, Francesca Vazquez, chamou de nova era de ideias. Ela afirmou que a IA tem gerado interesse do mercado porque chegou a um ponto de virada. “A IA generativa está ganhando força. Modelos tradicionais exigiam meses de preparação dos dados e treinamento de modelos para uma tarefa específica. Hoje, os modelos por trás da IA usam redes neurais que elimina boa parte desse trabalho”, compara.

Além disso, esses modelos podem ser facilmente adaptados para diversos setores. Por isso a IA Generativa vem sendo utilizada em diferentes áreas, desde melhorar a experiência do cliente e ampliar a produtividade de colaboradores, até criar filmes e animações. “Nossos clientes precisam conseguir utilizar a IA Generativa para trabalhar com tudo isso”, afirma.

Para ajudar seus clientes nessa jornada, a AWS anunciou uma série de novos serviços. Um deles é o Amazon Bedrock, uma plataforma para a construção e escala de aplicações de IA generativa utilizando modelos fundacionais. A plataforma promete acelerar o desenvolvimento de aplicações utilizando APIs e modelos fundacionais pré-configurados.

“Temos modelos pré-treinados para conjuntos de dados que permitem aos clientes utilizá-los em diversas tarefas”, afirma, lembrando que a plataforma já tem sido utilizada no Brasil pelo iFood. Outro exemplo é o Amazon Titan, que pode ser utilizado para sumarização de textos, geração, classificação, extração de informações, embeddings e pesquisa.

A executiva também anunciou o lançamento de agentes para o Amazon Bedrock, que oferecem aos desenvolvedores recursos para que eles possam utilizar IA sem a necessidade de códigos desenvolvidos manualmente. Francesca também ressaltou o lançamento de um Centro de Desenvolvimento em IA Generativa, criado com o objetivo de ajudar os clientes a desenvolver soluções e criar casos de uso, com investimentos de US$ 100 milhões.

Em outra frente, a executiva ressaltou o lançamento do Vector Engine for OpenSearch Serverless, uma ferramenta que permite a integração de diferentes serviços de dados e o armazenamento e consulta dos chamados vectors embeddings em todos eles. Outro exemplo de suporte aos desenvolvedores é o Amazon CodeWhisperer, que gera códigos com base em informações contextuais. “No preview, ele se mostrou 57% mais rápido no desenvolvimento de novas aplicações”, revelou.

O reforço segue também em serviços já existentes, como a integração do Amazon CodeWhisperer com o AWS Glue, plataforma de integração de dados; e a disponibilidade das novas instâncias Amazon EC2 P5, com desempenho seis vezes maior do que a versão anterior.

Fique por dentro das inovações tecnológicas aqui no blog da https://www.itexperts.com.br/contato/

Originalmente publicado em Convergência Digital

Mantenha-se atualizado

Leia também

BlogNoticias

Mistral Large (AI) – agora disponível no Amazon Bedrock

Quero saber mais
BlogNoticias

Tripé 5G, Edge Computing e Cloud exige mudança cultural na organização

Quero saber mais
BlogNoticiasTecnologia e Educação

Estatísticas da computação em nuvem na educação mundial

Quero saber mais
Abra o chat
Olá, gostaria de um atendimento?
Olá! No que podemos te ajudar?